Coleta de Briefing para a criação e desenvolvimento de sites em 3 passos

Entender o cliente e o seu segmento é fundamental para executar um projeto com êxito. Para isso, o Briefing está como uma forte ferramenta que auxilia nesse processo.
13 de maio de 2019 / Desenvolvimento

Entender o cliente e o seu segmento é fundamental para executar um projeto com êxito. Para isso, o Briefing está como uma forte ferramenta que auxilia nesse processo.

Para quem não sabe, Briefing segundo o Novo Dicionário Eletrônico Aurélio versão 5.0 é:

1. Conjunto de informações básicas, instruções, diretrizes, etc., elaborado para a execução de um determinado trabalho, ou missão militar, etc.

2. Reunião onde se definem essas instruções, diretrizes, etc.

Portanto, o Briefing é um termo muito utilizado na comunicação para variados tipos de trabalho como: criação de marca, campanhas publicitárias, criação de sites/aplicativos e outros.

No artigo de hoje, vamos falar de briefing para a criação e desenvolvimento de sites.

O momento da coleta de Briefing é fundamental para dar início ao projeto sem ter muitas dúvidas durante a execução do mesmo, e recomenda-se que seja aplicado na primeira ou segunda conversa com o cliente.

Os tópicos do Briefing podem ser elaborados conforme o tipo de projeto, assim na hora de aplicá-lo as informações coletadas serão mais assertivas.

Dica: Não fique preso em modelos padrão de Briefing, elabore o seu questionário mas deixe a conversa fluir sem se limitar apenas nas questões anotadas.

No primeiro momento é ideal entender aspectos gerais da empresa, tais como: origem e histórico; posicionamento; diferenciais do seu produto/serviço; concorrentes diretos e indiretos e características do público-alvo; missão - visão e valores. Além disso, para aprofundar ainda mais essas informações é importante perguntar se o cliente já fez algum trabalho de pesquisa de mercado.

A segunda etapa do briefing se direciona para os aspectos que irão compor a criação do site, onde informações sobre a marca e sua imagem no mercado são extraídas. Neste momento, é importante levantar alguns tópicos como: o objetivo do site; a imagem que o site vai passar; atributos da marca a serem destacados; conteúdo das páginas; conteúdo audiovisuais que podem ser usados; buscar junto com o cliente as referências de sites que eles gostam (podendo ser no segmento ou não); verificar também se ele já possui textos institucionais que podem vir a somar no site.

Além disso, não podemos esquecer de pegar a identidade visual da marca para manter o mesmo padrão visual das demais peças.

Partindo para o final da coleta, informações sobre as mídias do cliente também são importantes, pois assim o novo site trabalhará com estes redirecionamentos nas chamadas para redes sociais. A escolha de palavras-chave para busca também é feita nesse momento.

Autora Lawrence Curbelo

Veja mais